quarta-feira, agosto 31, 2016

LISTA DE MÚSICAS QUE SEI CANTAR

LEGIÃO URBANA
Sete cidades
Pais e filhos
Ainda é Cedo
Tempo Perdido
eu sei

O RAPPA
Auto-reverse
7 vezes
Anjos
O que sobrou do céu
Rodo Cotidiano
Vapor barato
Biterrusse champanhe

Capital Inicial
quatro vezes você
natasha
Da sua maneira
Fátima

Jota Quest
Amor maior
Só hoje
O Sol

Paralamas do sucesso
o meu erro
lanterna dos alagados
calibre

SKANK
Dois rios
resposta
Sutilmente
Nômade

OASIS
supersonic
wonderwall
the importance of being idle

Barão vermelho, Cazuza, Frejat
Bete balanço
Pro dia nascer feliz
Exagerado


segunda-feira, agosto 08, 2016

Volte por favor meu eu. De antes e de sempre

Uma distopia, uma falta de ritmo. Assim que anda a vida agora na pacata cidade de nome simplório e xará. Quando será que vou precisar e quando vou conseguir me saciar?! Com meus jogos eletrônicos e outros nem tanto no meio de um deserto sem oásis de criatividade. Se uma arvore cai sozinha na floresta ela faz barulho? Pergunta velha e chata, mas pergunto pois se escrevo um blog que ninguém lê nem ninguém visita ele vai fazer sentido? Quem sabe. Se blogs primordialmente eram feitos para serem diários pessoais, e depois passaram a serem apenas a ser algo diário, com apenas o significado de periodicidade. Devo parar de escrever? Ou aproveitar agora que ninguém lê para usar como realmente um diário de vida, viagem, "viagem" e jardinagem se possível, devo? Não sei mesmo, mas irei tentar usar ao menos para melhorar meu português e redação já que não há muito a se fazer em minha atual situação. 

Sou uma pessoa extrema, ou sou totalmente vidrado em algo ou perco totalmente o interesse, do mesmo jeito sou no amor no me importar. Se eu tiver você como alguém importante para mim eu vou tentar até o ultimo suspiro de minha vida te fazer feliz e me importar com você. Se eu te odiar não importa o que  faças não conseguirás me amolecer, sou duro que nem rapadura preta, mas sou algo bom se conseguir me desdobrar kkk, que lombra. estou tão sem criatividade ultimamente, mesmo estando triste ou contente, não me vejo mais com a inspiração de antigamente. Penso eu que devo procurar de novo os meus trilhos, ou alguma rota de carroça do que resta dos meus pensamentos e rimas que amo tanto. Procurar algo que me dê vida, encanto, suba a temperatura do meu corpo e me deixe com força de um oceano. Quero ser de novo indispensável para mim mesmo e fazer minhas musicas no meu sossego, no meu pequeno quarto, com meu pequeno eu que não aprendeu a ser adulto nem mesmo a ser um humano de tudo. Sou apenas fragmentos do que um dia eu já fui, catando pedaços no passado de modo rude e procurando luz. Se for sanidade que deva procurar esqueça, não sei o que é isso nem nunca irei saber...

terça-feira, janeiro 20, 2015

Essas doenças de adulto

Sou do tipo de pessoa que tem péssima noção de tempo, as vezes confundo em que mês estou que dia da semana é. Muitas vezes digo algo tipo "naquele dia que eu tava lá na sua casa...." sendo que o fato aconteceu no dia anterior e eu não tinha nenhuma idéia que dia tinha sido mesmo. Com isso acabava até errando minha idade quando o povo me perguntava. O tempo foi passando e cada vez mais eu me via uma criança tendo que viver como adulto, e minhas insanidades que eu escrevia aqui no blog, escorrendo por entre os vazios adultos da mente, agora que estou conseguindo voltar um pouco, desenferrujar as velhas engrenagens, e a verdade é que minha mente só funciona bem pra escrever rap ou textos quando estou com algo perturbando a mente, mas não acho isso ruim claro que não. Pois sinal de que algo ainda tem energia é quando suas moléculas vibram, logo pode minha cabeça estar perturbada e que seja assim para todo sempre, pelo menos serei um pensador melhor a cada dia.

As vezes demoro pra cair na real que tou muito velho pra muita coisa, vontade de brincar de lego ainda me vem a tona muitas vezes. A realidade é que os video games são brinquedos de gente grande e apenas são vistos de forma mais culta pela sociedade. Vontade de correr e dar um pulo por cima dos meus amigos como antes eu fazia, um montinho, um bolo, não importa como fosse chamado, estilo louco de vida com pura adrenalina, sem nenhuma droga ílicita, apenas algumas cachaças as vezes.
Escutar um som pesado estilo SOAD, nostalgia pura sinto de vez em quando, saudades dos meus antigos mulambos. Não esqueça de passar lá em casa pra gravar uns cds com mp3 ou cd audio normal pra estourar a porra do seu mini-system com música boa de qualidade e que se fodam aqueles que criticam arctic monkeys (tirando o ultimo o cd que foi um cagaço).

Quero dizer, mandar, obrigar e passar o dedo na sua venta enquanto digo isso: FAÇA O QUE TE FAZ FELIZ PORRA, NÃO SE IMPORTE COM MUITA GRANA OU POUCA. E se não fizer isso no dia que eu morrer e virar fantasma, vou assombrar a porra da sua casa, dar prego no motor do seu carro em meio a encruzilhada e ainda vou fazer seu dedo bater nas quinas dos móveis e ainda te deixar com unha encravada. Faça sua vida o melhor que puder seja feliz, ache alguém que te perturbe na mesma proporção que te lhe faça feliz em sua plenitude, não deixe que te pisem e não morra sem antes ter tido uma briga estilo fight club, rimei nessa porra de novo saudade dos meus raps...um dia ainda lanço meus cds, nem que seja em um açude.

quarta-feira, setembro 17, 2014

Sim, sim está em letras minusculas aquela palavra.

Quer ser feliz? Não venha pra ufersa.



a sua vida pode ficar uma merda,
 todo mundo um dia se desespera 
mas sempre tem algo maior que te dá aquela sorte que estava na reserva
chegar ao ponto que cheguei de melancolia é meio difícil, acredite
mas não temas pois as coisas melhoram, vi isso em um filme triste
quanto mais o tempo passa mais sua cabeça fica dura
pra aguentar a ignorância alheia e toda a desventura
tome uns goles de água e volte outro dia
não há nada melhor do que poder dar um abraço apertado em sua mãe todo dia
Viva seus sonhos, não se resuma ao que você queria
seja, esteja, apareça e até incomode, não importe-se com as avarias
o mundo varia, e são varias as variáveis possíveis
coisa em 3 dimensões, até 4 pois são coisas que você imagina que pode ver
não espere o limite das coisas admissíveis
quando você menos esperar coisas ruins vão acontecer
é melhor dizer graças a deus e continuar amanhã 

sexta-feira, agosto 30, 2013

Algumas vezes esqueço de postar

As vezes tenho vontade de chorar com saudade da Amy Winehouse, uma das cantoras mais irreverentes em letra que já conheci e que me passava uma imagem de pessoa tão boa e tão simples, não quero nem saber como vão criticar isso, mas ela era muito massa nunca fez mal a ninguém, não sei por que tanta critica, ela não queria chamar a atenção apenas se perdeu no caminho das drogas, sei que podem reclamar do meu apenas, mas você que é perturbado que nem eu com a cabeça sombria, cheia de ideias loucas e histórico de bullying, acaba um dia pensando besteira e querendo encurtar sua passagem na Terra.
Fico pensando muitas vezes, por que as pessoas querem viver tanto, qual a graça de viver pra sempre? Viver pra sempre pra mim seria um pesadelo, nenhuma mente é capaz de suportar a eternidade, viver eternamente só é possível nas lembranças de uma vida passada de gerações a gerações, por isso que prefiro muito mais marcar a vida de algumas pessoas, do que viver pra sempre e acabar sozinho ou com um bando de filha da puta que não merece minha presença. Quero envelhecer do lado de quem amo, quero saber como é ser velho, saber como é a morte, como é depois se houver, só não vou voltar atrás no que fiz, nem vou pedir perdão, pois não julgo que fiz tanto mal assim ao mundo, se houver Deus ou diabo, que eu sofra pelos meus pecados, mas não vou ficar choramingando pedindo desculpas pelo que fiz, o que fiz tá feito se errei e admiti não importa se vou ser perdoado ou não minha mente tá limpa quanto a isso, saudades de muitas coisas de muitos momentos de nostalgia de o jeito que ficava com os amigos, nada é mais o mesmo quem sabe eu também não seja, não há muito o que fazer a não ser esperar que as coisas melhorem e que a ansiedade passe, quero só um pouco de felicidade.

sexta-feira, outubro 05, 2012

Mortes e Voltas no tempo

Morte, falecimento, aniquilamento decesso, definhamento, desaparecimento, destruição, estiolamento, falecimento, óbito, passamento, perecimento. Cá estão todos os sinônimos de morte. Estou muito confuso nesse momento então vai ser bem aéreo todos os meus textos ultimamente, a morte seria a solução de todos os problemas? Seria o fim realmente? Todos temos essa pergunta em nossas mentes que volta de novo de tempos em tempos, já na minha eu fico pensando mais se eu pudesse ter aproveitado diferente meu passado e mesmo assim estar com as mesmas pessoas que estão comigo agora no presente, pensando se poderia ter escolhido outro caminho antes e terminar com a mesma mente de hoje, mas pensando direito isso parece impossível pois somos o resultado de tudo o que vivemos. Deve ser por isso que a possibilidade de voltar no tempo se torna tão impossível, pois se voltarmos para mudar alguma coisa estariamos destruindo agente no presente, estariamos matando uma outra pessoa totalmente diferente e dariamos lugar a um novo eu, é como se fosse um suicídio isso, imagine só, você volta no passado para te alertar quanto a umas decisões ruins e quando vai voltar para o seu tempo o seu eu original não existe mais, e claro que poderia ser alguem melhor e mais realizado mas poderia ser também uma pessoa terrível e revoltada por outra coisa pior que poderia ter sido desencadeada pela tentativa de consertar o passado, por isso que é melhor tentarmos consertar e melhorar nossas vidas pensando no futuro e nao se espelhar sempre no passado e o mais importante de tudo viver também o presente. Não adianta ficar fitando o futuro e fazendo planos se você nunca faz nada no presente e não vive o presente momento se quer só ficar imaginando como seria jogar os dados e nunca joga, tente, erre, viva e morra, por que agente não tem muito tempo nessa porra.

quarta-feira, maio 30, 2012

Título da postagem

Sol quente que irradia energia e ao mesmo tempo retira a nossa, o sol exagerado do semi-árido urbano, em que a energia é tão grande pelo ar que acabamos se acidentando em big-bangs passageiros que dissipam grandes nuvens de anti-matéria que se colidem em nossos intelectos muitas das vezes acabando por nos desanimar quanto ao que devíamos fazer, os projetos de vida que precisamos terminar, hoje ou depois de amanhã. Não sei por que meus neurônios não se derretem, acho que minha mente já se transformou  em um vulcão de idéias que transborda sem nexo e sem disparidade necessária pra alocação textual digital, por conta disso se tornou difícil separar gregos de filósofos e fiquei sem escrever por um bom tempo aqui no meu querido blog solitário, mas agora estou começando a usar melhor meus "dedos teclantes". Graças a boa música que agora atinge meus ouvidos diariamente, o sol destrutivo não me deixa mais tão perdido, e voltei a controlar os versos e pensamentos escritos, agora está um vulcão canalizado, algo único e demasiado perigoso pois rios que podem transbordar lava podem fazer um grande estrago na mente de alguém que já está muito cansado do sofrimento passado. Hei de dizer que a doença dessa vez está sendo controlada e que agora posso sentir direito os meus sentimentos e a arte está mais clara e clássica para meus ouvidos, olhos e até meu tato, sou um ser humano melhor e mais resistente agora.

E esse sol que desnorteia muita gente chega ao ponto de criar os seres noturnos que preferem se guiar pelas estrelas e sentir o frio lhes retirar o calor a toda jornada, brigando para ter uma temperatura de coisa viva, enquanto muitos já se renderam e se tornaram zumbis frios escutando barulhos impregnantes juntos em uma platéia gigante sendo chingados e escrachados a todo instante. Enquanto os que sobrevivem em locais pequenos e mais aconchegantes deixam a frieza de fora e tem suas mentes aquecidas e desenvolvem mais pensamentos e inteligência se aflora.

Se o sol entrasse por toda fresta para clarear as mentes escuras e obscuras que destroem nosso país, porém o sol só se encarrega de clarear o caminho certo, andar ate ele é livre arbítrio e é isso que eu espero um dia que todos percebam o que é melhor pra eles e não ficar escutando os que se auto-destroem e passarem a construir seus próprios sonhos e fazer um mundo melhor, ou ao menos um pouco pior a cada nascer do sol.

quarta-feira, outubro 19, 2011

PSYCHOWEREWOLFKILLERARTIC

Tou aqui lascando minha massa cinzenta com músicas belas de artic monkeys para ver se sai alguma coisa desse meu crânio, porra tou digitando aqui no meu notebook e acabo de perceber que ele é penço, logo penso eu um pouco mais e me lembro de meu pai dizer pra não pensar muito, por que toda vez que penso, todo penço-penso é torto que loucura não? Prossigamos com o veredito dessa noite que nem sei se tem lua ou não (isso mesmo vocês me entenderam) pois não sai de dentro de casa a noite, mas quem me dera ser um lobisomem pra me modificar automaticamente em noites de lua cheia e me transformar em uma mutação de um dos animais que eu mais a admiro, o lobo. O lobo, sempre fui fascinado por essa criatura, até que um dia acabei lendo um livro chamado Caninos Brancos, escrito por Jack London(codinome), fiquei muito fascinado por esse livro até hoje lembro de vários detalhes dele, me ajudou a manter minha mente ativa numa epoca de tédio e cheia de azares(reveses segundo o dic) extremos, logo preciso comprar um novo pois o que eu tinha foi pego por uma chuva dentro do meu quarto cheio de goteiras, merdas acontecem né já dizia algum sábio americano fabricante de adesivos. Bem mas seguindo em frente, que merda está acontecendo comigo ultimamente não consigo estudar porra nenhuma em nenhum momento, aliás nem sei como tirei notas regulares estudando em cima da hora, mas convenhamos que ninguem regula a américa logo devo parar de tirar notas regulares e conseguir passar em todas essas porras logo nesse ano, pra bater meu recorde e ficar sem nenhuma reprise, deus queira.

E vamos que vamos. Saudade de dirigir, estranho falar isso né? Mas eu gosto de controlar máquinas, que o diga meus computadores, eu forço eles até o extremo pra poder jogar meus emuladores com meus jogos nostalgicos e aqueles que geram algo proximo da nostalgia, apesar de nunca ter jogado antes por não ter acesso a táis maquinas miticas e raras, é como um sonho, its like a dream-cast. Pra mim jogar é como conseguir participar intensamente de uma arte que não foi eu mesmo que fiz, considerando como alguns essa a oitava arte e comparando a todas as outras essa é a unica que é diretamente interativa, e isso é bem locão você ficar dentro da sua arte predileta passear por dentro e até modificar um pouco (hack) é supremo e extremoooo. Por isso que não me considero viciado e nem acho que jogos influenciam pessoas para o mal, os jogos apenas deixam a gente viver algo mais diferente e deixa até coisas tolas como criar uma cidade ou controlar pessoas como the sims em coisas bem divertidas. O mais importante é mesmo você que não gosta muito de jogos tentar zerar ao menos uns titulos supremos como por exemplo The Legend of Zelda, e eu indicaria o oracle of ages ou então o famoso ocarina of the time, e claro nunca deve-se esquecer do Castlevania Aria of sorrow, que é sublime. Falando em artes quem dera eu ter a desenvoltura de criar mais um tipo de arte, mas minha criatividade só se revela nesse meu blog e nos meus raps, mas as vezes sonho eu tocando um baixo com virilidade e satisfação numa boa música de the doors quem sabe. Mas vou continuar ouvindo meus rocks e apreciando todas as outras as artes e esperar que minha criatividade auto-antidestrutiva retorne.